Quanto vale o show?

Talvez não exista profissão mais instável que a de comediante. Em todos os aspectos. Tanto no financeiro quanto no artístico. No financeiro, porque se esse mês você fez muito show e um ou outro evento pra empresa, a feira tá garantida. Graninha doce no bolso do brasileiro. Mas no próximo, o cachê pode ser baixo e o evento não aparecer, aí é aperto no cinto e se segurar na mão de Jesus. No artístico, porque se hoje você faz um show onde é ovacionado pela plateia, amanhã pode ser recebido por um silêncio gélido que nem Jack e Rose sentiram quando o Titanic afundou.

Um humorista profissional passa por essas situações dia a dia, show a show. Faz parte da carreira. O post de hoje é sobre uma frase que ouvi de um comediante há algum tempo, antes de um show beneficente, onde nós dois estávamos participando. Sobre a dúvida entre fazer material novo ou não, ele soltou a frase:
“Ah, que se foda, vou fazer material novo. Essas pessoas nem estão pagando”.
Claramente uma declaração infeliz. E isso me fez refletir sobre alguns tópicos. Se liga.

Os comediantes variam seu material de acordo com o local que estão se apresentando ou o cachê que estão recebendo? Essa pergunta se refere a “estou fazendo em um bar, teatro, comedy club maneiro, faço meu melhor texto” ou “esse boteco é uma bosta, vou fazer qualquer coisa”. Aparentemente isso acontece.

Minha opinião? Isso é uma burrice do tamanho de Júpiter, com seus anéis e tudo mais. Não importa onde e em quais condições você está se apresentando, faça sempre o seu melhor. “Ai Pedro, mas então nunca posso testar piadas novas?”. Não, seu idiotinha. Fazer material novo é uma das coisas que movem um comediante. Só estou dizendo que você não deve testar coisas novas só porque o show é em um lugar ruim ou porque não estão te pagando. Isso deve ser parte de sua rotina, independente desses fatores.

Um comediante não deve fazer distinção entre um público que está pagando e outro que não está. Essa é uma atitude burra, cruel e burra novamente, porque é muito burra mesmo. Se você só faz um show com seu melhor material quando está recebendo cachê, você nem sequer merece esse cachê.

Independente do local onde você está se apresentando ou do cachê que está (ou não) recebendo, honre seu compromisso, dê o seu melhor e faça aquelas pessoas felizes por algum tempo. Esse é o trabalho de um comediante. É o seu trabalho.

Anúncios