Para não servir milkshake de ovomaltine

Pense em seu cantor ou banda favoritos. Aposto que você sabe os grandes sucessos deles de trás pra frente. Agora imagine seu comediante favorito. Também presumo que você saiba algumas boas piadas dele de cor.

Não importa quantas vezes você ouve as músicas de seu cantor preferido, provavelmente gostará delas cada vez mais. Mas, se você ouvir a mesma piada duas vezes, não importa o quão boa ela é, a graça não é a mesma.

Faço essa comparação para mostrar que, os grandes sucessos de um comediante tem uma vida muito, mas muito curta. Claro, um humorista pode contar a mesma piada muito tempo (eu mesmo, tenho piadas que conto há 3 anos), porém é necessário que ele tenha ciência que, diferentemente as músicas de um cantor, suas piadas não apenas podem, mas devem deixar de fazer sucesso.

Por que uma piada para de funcionar? O humorista nunca sabe ao certo, mas existem algumas possibilidades: a piada, para ser bem sucedida, trabalha com a surpresa. Ela segue uma certa lógica e, quando essa lógica é quebrada, causa o riso. Quando se sabe o momento e a maneira na qual essa lógica se desvia, a surpresa acaba e a graça desaparece. Por isso, quando você ouve uma mesma piada duas vezes, ela não é mais engraçada.

Outros motivos para que as piadas parem de funcionar: o humorista não as conta da mesma maneira que antes e, por vezes, a falta de “ímpeto” é o bastante para deixar uma piada sem graça. A piada pode ser sobre algo factual, e quando o assunto passa, a piada perde a força. Existem outros aspectos que podem ocasionar isso, mas essa lista pode levar páginas e mais páginas.

Conto tudo isso para ressaltar a importância do humorista sempre renovar o seu material. Isso é fundamental, não só para se ter piadas novas sempre, mas também para a evolução do comediante. Não precisa chegar ao exemplo do mito Louis CK, que escreve UMA HORA de material novinho a cada ano. Mas creio que renovar ao menos metade de suas piadas por temporada é uma boa. Por exemplo: Se o humorista tem uma hora de material, quer dizer que ele faz um número considerável de shows por semana. Logo, tem mais chances de testar piadas novas.

Então, é bastante possível para tal comediante, em um ano, escrever mais meia hora de texto, ficando assim com uma hora e meia de piadas. Matemática na veia. Se o cômico tem 20 minutos de material, isso significa que ele não se apresenta com tanta regularidade ou começou na arte há pouco tempo. Por conta disso, acredito que acrescer 10 minutos novos a seu material é uma boa pedida, dentro de um ano.

Além de tudo isso, escrever e testar piadas novas é (para mim) o mais legal do stand-up. Saber que você ainda consegue escrever e contar coisas engraçadas mesmo depois de anos e anos de carreira é um sentimento muito bom, além de ser um alívio gigantesco, ao pensar: “Ufa, ainda tenho talento. Não preciso trabalhar no Bob’s”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s